Loading...
Faits réels2019-01-09T15:28:20+00:00

Um exemplo de sucesso

A infância e boa parte da juventude de Sueli Benvenuto foram marcadas por dificuldades financeiras. Quando os pais se separaram, a mãe assumiu a responsabilidade de sustentar os sete filhos. Para ajudar no orçamento familiar, Sueli começou a trabalhar aos 13 anos. “Cuidei de crianças e entreguei panfletos na rua.”

Já adulta, começou a trabalhar no setor de vendas de diferentes empresas. “A minha sede de crescer era tão grande que era promovida em poucos meses. Fui supervisora, gerente e coordenadora.” Naquela época, conciliava o trabalho com a faculdade de administração. “Saía de casa às cinco da manhã e só voltava depois da meia-noite. Era muito cansativo e o meu dinheiro ia quase todo para pagar os estudos. Ficava revoltada com a situação!”

Inspiração e atitude. Perto de concluir a faculdade, Sueli trabalhou como consultora executiva numa empresa de tradução. “Conseguia grandes vendas, mas a dona tratava-me mal e eu ganhava pouco. Mudei de empresa, mas o ambiente também era mau.”

Na altura, chegou a pensar em abrir a própria empresa de tradução, mas, faltava-lhe coragem e dinheiro. Passado um ano, Sueli foi contratada por uma empresa multinacional. “Acreditei que, finalmente, a minha vida ia mudar, mas a minha função era apenas trocar o toner de impressora.”

O salário baixo e a ausência de perspetiva de crescimento profissional levaram Sueli a procurar uma alternativa. “Tinha de tomar uma atitude. Conversei com Deus e decidi abrir a minha empresa de tradução na sala da minha casa.”

Persistência. O início foi difícil e entre os desafios estavam atrair clientes e encontrar bons tradutores em diversos idiomas. “Entrei na área anunciando que traduzia para 32 idiomas, mas não tinha uma boa equipa e os trabalhos voltavam com erros.”

A experiência prévia na área não foi suficiente para garantir contratos. “Não sabia desenvolver projetos. Também tive que ser muito persistente para arranjar clientes. Eu ligava, marcava reuniões, mas recebia muitos nãos.”

Para garantir a qualidade dos trabalhos de tradução, Sueli explica que passou a cadastrar os tradutores bem avaliados. “Priorizei um bom tratamento e desenvolvi um relacionamento mais próximo com eles. Não podia pagar muito, mas oferecia uma procura constante de trabalho e nunca atrasei pagamentos.”

Fé. “Comecei a firmar-me na fé há oito anos. Fiz um pacto com Deus e passei a frequentar a Universal com a minha mãe.” Sueli buscou força na Palavra de Deus e nas palestras realizadas na Universal. “Nós somos muito limitados, mas Deus surpreende-nos com coisas que nós nem imaginávamos.”

Hoje, a empresa de Sueli tem 220 tradutores e clientes em várias cidades. Para além da empresa de tradução, Sueli lançou também uma marca de biquínis com proteção contra raios UV. “Quando comecei, não tinha nada além da fé. Hoje, com duas empresas, procuro manter a minha essência. Sou humilde para me lembrar de onde Deus me tirou e onde Ele me colocou. Acredito que o meu sucesso também deve servir para ajudar outras pessoas, para gerar oportunidades.”

Apesar de todas as dificuldades enfrentadas e de todos os nãos ouvidos, Sueli tinha dentro de si o ingrediente que pode tornar qualquer pessoa bem-sucedida, a coragem alimentada pela fé e pela presença do Espírito Santo

Visite-nos

De pior a melhor aluna

Leia por completo

Infelicidade sentimental leva ao suicídio

Leia por completo

Casamento destruído pela inveja

Leia por completo

This website uses cookies and third party services. Ok